Saiba quais são os problemas emocionais que existem por trás da gravidez psicológica

De consequências mais sérias do que a maciça maioria das mulheres acredita, a gravidez psicológica nada mais é do que um problema originado de maneira emocional. Tecnicamente, a gravidez psicológica se apresenta como um mal que se assemelha à gravidez comum em praticamente todos os aspectos. Isto é, dos enjoos à falta de menstruação, todas as “anormalidades” são sentidas pela paciente.

Por mais que o organismo da mulher afetada pela gravidez psicológica produza todos os sintomas da gravidez propriamente dita, a presença de um embrião (ou saco embrionário dentro do útero) é completamente descartada. Ainda nesse campo, cabe destacar que a gravidez psicológica é tão rara, mas tão rara, que sua incidência normalmente se dá na proporção de um caso para cada 25 mil gravidezes tradicionais.

Sintomas

Conforme antecipado, os sintomas reclamados pela paciente afetada pela gravidez psicológica são os seguintes:

  • Enjoo;
  • Ausência de menstruação;
  • Aumento do tamanho dos seios e do volume abdominal.

Nesse campo, também cabe ressaltar que, em casos extremos, a “grávida psicológica” pode chegar a inclusive sentir a presença do feto em seu organismo e, de quebra, ainda apresentar produção de leite.

Problemas emocionais e psicológicos

Atualmente, a gravidez psicológica é considerada um distúrbio mental que, na prática, pode ser desencadeado por uma série de fatores psíquicos. O principal deles trata da baixa autoestima da mulher, que muitas vezes acredita que engravidar é parte obrigatória de seu processo biológico, sendo que, na realidade, nem sempre a evolução de seu corpo funciona de tal modo.

Por fim, outras duas questões de mesma ordem precisam ser levadas em conta: medo do abandono e insegurança com o relacionamento com o parceiro.

Para que você descubra outros detalhes acerca da gravidez psicológica, não espere: clique aqui e agende uma consulta com um ginecologista agora mesmo!

Facebook Comments

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário