Cirurgia bariátrica: conheça as orientações, os tipos e as principais consequências do procedimento

Principalmente após os anos 2000, passou a ser comum que muitas pessoas (independentemente de homens ou mulheres) viessem a se submeter a procedimentos cirúrgicos destinados ao emagrecimento. A maioria deles, inclusive, é requisitada assim que as atividades físicas convencionais não contribuem mais para a perda de peso de pessoas que sofrem com baixos, intermediários ou altos níveis de obesidade.

É neste contexto que surge a concepção da cirurgia bariátrica, processo que integra uma série de técnicas destinadas à redução do estômago. Atualmente reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), a cirurgia bariátrica se destaca por, em primeiro lugar, se subdividir em algumas categorias específicas. São elas:

  • Gastroplastia em Y de Roux (GYR);
  • Gastrectomia Vertical (GV);
  • Banda gástrica ajustável;
  • Derivação Bileopancreática (DBP).

Portanto, sempre que você pensar em se submeter a um procedimento cirúrgico com este perfil e enfoque, saiba que é em algum destes quatro tipos que você deverá se enquadrar.

Fiz a cirurgia. É possível que eu volte a engordar?

Muitos pacientes que se submetem à cirurgia bariátrica voltam a engordar após um tempo e é justamente este o ponto que queremos focar neste momento. Ou seja, se partirmos do pressuposto de que os 18 primeiros meses após a conclusão do procedimento são caracterizados como o “período de lua de mel” protagonizado pelo paciente e seu organismo, a atenção deve ser redobrada no que diz respeito à sequência deste prazo.

Isto é, transcorridos um ano e meio da submissão à bariátrica, passa a ser comum que o organismo volte a ter os velhos hábitos dos tempos pré-cirúrgicos. Neste momento, no entanto, a prática de atividades físicas e o controle alimentar se fazem mais do que indicados.

Portanto, não espere mais para aplicar estas dicas em seu dia a dia e, com isso, tenha não somente um corpo mais magro, mas também uma rotina mais saudável. Melhor: se preferir agendar uma consulta com um médico especialista neste tipo de cirurgia, não espere: clique aqui agora mesmo!

 

 

Facebook Comments

Posts Relacionados

Deixe o seu comentário